Como você acha que estará o comportamento dos pacientes pós-pandemia?

Como você acha que estará o comportamento dos pacientes pós-pandemia?

Estamos no ápice da maior pandemia vista na história, mudanças de hábitos, desconhecido sendo enfrentado todos os dias. Dinâmicas familiares, profissionais, sociais, todas passando por uma profunda transformação.

Assim que o paciente começar a retornar às suas atividades de rotina, como você acha que ele estará? Quais suas expectativas, desejos, inseguranças? Já parou para pensar?

Ninguém é mais o mesmo depois desse período, seja pela necessidade de adaptação que tenha passado nos últimos meses, seja porque entendeu que a natureza é muito mais poderosa que qualquer posição social e localização no mundo.

E na retomada das nossas atividades é que perceberemos o quanto as pessoas mudaram. Se você está aberto a visualizar essas mudanças , as perceberá no comportamento do seu paciente.

Ele agora certamente estará mais exigente quanto ao cuidado com a segurança – vai exigir a oferta do álcool em gel, uso de propés, tocas, distanciamento, exclusividade na sala de espera. Avaliará a higiene dos jalecos, ambiente, salas, uso de instrumentais, mais do que já fazia antes.

Se ele não te deixar isso claro, vai deixar ao se distanciar de você e, quem sabe, migrar de profissional.

Além do que ele vê durante a consulta, certamente estará mais seletivo quanto a precisar comparecer às consultas. Não ficará satisfeito se tiver que se deslocar até o consultório para ter uma consulta que não tenha sido efetiva – veja, estamos falando da percepção dele. Muitas vezes, o acompanhamento pode ser da saúde de um tecido pós cirúrgico, por exemplo, em que nada efetivamente vá ser feito.

Importante alinhar essa expectativa da consulta e mais, deixar claro tudo que será feito e a importância desse atendimento dentro da etapa do tratamento.

As pessoas estarão (já estão) muito mais sensíveis. Qualquer atitude de atenção e cuidado será amplamente reconhecida. Seja um brinde de uma máscara, seja um álcool em gel personalizado e entregue na saída do atendimento – e o comportamento campeão – realmente se importar.
Uma simples mensagem com a pergunta – como passou desde o atendimento? nos dias de hoje terá um resultado ainda mais incrível que no passado.

E é nesse ponto que chegamos ao que efetivamente o paciente estará a postos, pronto para avaliar cada passo e atitude – saber o quanto você se importa com tudo, não só com ele. Quais os cuidados e ações que você tem perante ao social, aos seus pacientes em um momento tão desafiador.

Importe-se e mostre isso a ele.

Não se esqueça das redes sociais, do seu site, de treinar a sua equipe. Deixe todos os canais de comunicação com o seu paciente preparados para lidar de forma carinhosa, fraterna e acolhedora.

O que você gostaria que fizessem com você? Comece por esse ponto e evolua a cada atendimento.

Compartilhe este post!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on whatsapp

Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.

Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.