Quanto tempo leva um escaneamento intraoral? - be-in digital solutions

Quanto tempo leva um escaneamento intraoral?

Todo mundo quando fala em escaneamento intraoral pergunta: ele é rápido?
Comparado a uma moldagem convencional ele é muito mais rápido, porém, nem todo escaneamento é rápido e depende de alguns fatores.

1. De um excelente computador
Um bom escaneamento depende mais do que um bom scanner. Você pode ter o melhor scanner do mundo, sem um computador potente, o software não rodará como deve e seu escaneamento dificilmente será rápido; o número de bugs será maior, seu software travará, ou seja, um bom
scanner é dependente de um bom computador.

2. Da experiência do operador
Outro ponto que influencia na velocidade do escaneamento está no operador. Quanto mais experiente ele for, melhor e mais rápido será o escaneamento. Escaneamentos são como vídeo games, na primeira vez que manipula um joystick em um jogo de corridas, dificilmente manter-se-á
na trajetória da pista sem bater em guard-rails e cones.

No escaneamento é a mesma coisa, na primeira vez demorará consideravelmente, não saberá a melhor empunhadura, não conseguirá olhar a tela enquanto realiza o escaneamento, não conseguirá manter o campo seco, terá dificuldade em afastar e escaneará mais os dedos, língua e bochechas do que os dentes.

Com a experiência isso vai mudando, encontrando a melhor posição ergonômica, mantendo o campo seco e afastando com maior
habilidade.

3. Da técnica de escaneamento escolhida (trajeto).
Esse assunto merece um post dedicado, mas em linhas gerais, para cada tipo de escaneamento é indicado uma técnica de escaneamento específica, seja para escaneamentos para modelos de estudo, placas e guias cirúrgicas, seja para rebordos edêntulos ou ainda para planejamentos de
prótese sobre implantes ou dentes.

O grau de dificuldade aumenta quando fazemos escaneamentos mais simples para os mais complexos, podendo levar de poucos minutos, até mesmo mais de uma hora.

São muitos os fatores que influenciam: áreas de difícil acesso, inclinação dentária, tamanho da língua, espaço do vestíbulo, controle salivar, rugosidade do palato, qualidade do preparo, posicionamento da ponteira do scanner, entre vários outros fatores.

Assim como qualquer tecnologia, o aprendizado é gradativo e depende do conhecimento e da experiência.

Gostaria de realizar um curso dedicado a aprender sobre o escaneamento intraoral e tudo o que envolve para realizá-lo com maestria?

Clique no link e nos peça mais informações sobre algo que estamos preparando com muito carinho!

Compartilhe este post!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on whatsapp